I CICLO DE DEBATES DO GEDEB

10/09/2019 14:30
Rua do Cruzeiro, n°1

Ingressos

Buscar

I CICLO DE DEBATES DO GEDEB: Reflexões sobre a formação nacional a partir de Caio Prado Jr., Florestan Fernandes e Celso Furtado
R$ 0,00 (+ R$ 0,00 taxa)
Vendas até 10/09/2019
0
Vendas encerradas

DESCRIÇÃO


                      Reflexões sobre a formação nacional a partir de Caio Prado Jr., Florestan Fernandes e Celso Furtado   
       
        O Grupo de Estudos em Desenvolvimento Econômico Brasileiro (GEDEB) foi formalmente criado em agosto de 2017. Formado por um coletivo de docentes e alunos vinculados à Graduação e Pós-Graduação da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), a principal linha de convergência dos que compõem o GEDEB é a compreensão de que estudar os limites e as possibilidades do desenvolvimento econômico brasileiro, nos marcos do capitalismo, constitui uma tarefa histórica e teórica urgentes, principalmente levando-se em conta as tendências de esvaziamento do debate acerca do tema e o fortalecimento de análises atadas a movimentos conjunturais e de caráter a-histórico. Assim, torna-se imprescindível compreender a particularidade do capitalismo brasileiro, sem abrir mão de enfatizar as contingências impostas pelas relações com o capital estrangeiro na órbita do processo de reprodução ampliada do capital e das mudanças no padrão de acumulação capitalista ao longo do tempo.
            Por essa razão, os dois primeiros anos de trabalho do GEDEB, com reuniões quinzenais às terças-feiras, foram dedicados à leitura, estudo e debate de autores clássicos – e seus comentadores – que, invariavelmente, analisam o desenvolvimento à luz do processo histórico de formação nacional, mais especificamente: Caio Prado Jr., Florestan Fernandes e Celso Furtado. A despeito dos limites e divergências que possam haver em relação a tais autores, é inegável que, em grande medida, todos eles pensam o processo de desenvolvimento e formação nacional como mudanças estruturais que vislumbram a superação dos liames coloniais, consequentemente, a supressão dos nexos de dependência externa e a diminuição da profunda desigualdade social que marcam o Brasil.
            Respeitados os pontos de convergência, buscou-se, em cada autor, dar maior enforque ao que foi considerado um conceito-chave, ou objeto de síntese, com capacidade explicativa para o tema proposto e de interlocução com os demais. Dessa maneira, em Caio Prado Jr. foi alvo de maior atenção o sentido da colonização, como marco estruturante de nossa feição econômica e social, que se dedica a atender interesses forâneos (destacadamente o capital mercantil), e a tendência à reversão colonial em um país que ainda não vislumbrou a concretização da jornada de transição de uma economia colonial para uma economia nacional.
            Já em Florestan Fernandes, o padrão de dominação burguesa (autocracia) é visto como essencial para a apreensão do nosso capitalismo – dependente –, que repousa na subordinação externa e na reiteração da desigualdade como plataformas de reprodução. Não por outra razão, de acordo com o autor, uma contrarrevolução, como bandeira das burguesias atrasadas, foi responsável por barrar a transição de uma democracia restrita para uma democracia ampliada e reiterar os laços de sujeição aos interesses do capital monopolista na fase do imperialismo total.
            Em Celso Furtado, maior foco foi dado ao conceito de capitalismo pós-nacional, explicativo do momento histórico em que o alcance do capital monopolista, via empresas transnacionais, compromete cada vez mais as políticas, de fato nacionais, dos Estados, com consequências graves para países como o nosso, em processo de formação, acirrando o subdesenvolvimento.
            Cabe destacar que esses autores não se restringiram a analisar a especificidade do capitalismo brasileiro por meio do processo de formação nacional, o que por si só já seria de grande valia. Como requer toda teoria social que se preze a tal, os autores e suas obras constituem, também, um aparato político, uma vez que não só elencam os problemas estruturais de nosso país como também apontam vias de superação do subdesenvolvimento.
            É com vistas a realçar a relevância de tais autores, alinhavar os debates feitos ao longo de dois anos, divulgar os trabalhos do grupo, dialogar com a comunidade acadêmica e propor questões que nos permitam discutir e apreender a nossa realidade, que será realizado o I CICLO DE DEBATES DO GEDEB: reflexões sobre a formação nacional a partir de Caio Prado Jr., Florestan Fernandes e Celso Furtado.
            Convidamos a todos para esse momento de interação e reflexão na expectativa de que seja apenas o primeiro dentre muitos Ciclos de Debates.

 

PROGRAMAÇÃO

I CICLO DE DEBATES DO GEDEB: Reflexões sobre a formação nacional a partir de Caio Prado Jr., Florestan Fernandes e Celso Furtado

Auditório do NIPE - UFVJM
Bruna Medeiros Gouvêa

Danne Vieira Silva

Gisleide Coelho Do Nascimento

Guilherme Stiegert Lage

Isabela Tréz Agapito

Matheus Pires Matos

Olavo José da Silva

PARTICIPANTES

card image

Bruna Medeiros Gouvêa

Palestrante(a)

Bruna Medeiros Gouvêa

I CICLO DE DEBATES DO GEDEB: Reflexões sobre a formação nacional a partir de Caio Prado Jr.

Florestan Fernandes e Celso Furtado

card image

Danne Vieira Silva

Palestrante(a)

Danne Vieira Silva

I CICLO DE DEBATES DO GEDEB: Reflexões sobre a formação nacional a partir de Caio Prado Jr.

Florestan Fernandes e Celso Furtado

card image

Gisleide Coelho Do Nascimento

Palestrante(a)

Gisleide Coelho Do Nascimento

I CICLO DE DEBATES DO GEDEB: Reflexões sobre a formação nacional a partir de Caio Prado Jr.

Florestan Fernandes e Celso Furtado

card image

Guilherme Stiegert Lage

Palestrante(a)

Guilherme Stiegert Lage

I CICLO DE DEBATES DO GEDEB: Reflexões sobre a formação nacional a partir de Caio Prado Jr.

Florestan Fernandes e Celso Furtado

card image

Isabela Tréz Agapito

Palestrante(a)

Isabela Tréz Agapito

I CICLO DE DEBATES DO GEDEB: Reflexões sobre a formação nacional a partir de Caio Prado Jr.

Florestan Fernandes e Celso Furtado

card image

Matheus Pires Matos

Palestrante(a)

Matheus Pires Matos

I CICLO DE DEBATES DO GEDEB: Reflexões sobre a formação nacional a partir de Caio Prado Jr.

Florestan Fernandes e Celso Furtado

card image

Olavo José da Silva

Palestrante(a)

Olavo José da Silva

I CICLO DE DEBATES DO GEDEB: Reflexões sobre a formação nacional a partir de Caio Prado Jr.

Florestan Fernandes e Celso Furtado

ENTRE EM CONTATO